Arquivo de crise

2009 Digital Year !

Posted in Blogs, Internet, Mídias Sociais with tags , , , , , on 22 de Abril de 2009 by Israel Scussel Degásperi

Manifesto

Uma crise atinge os Estados Unidos e se espalha pelo mundo.

O novo presidente americano é eleito, graças a uma campanha construída, em grande parte, pelos próprios eleitores.

Ao assumir o cargo, uma das primeiras frases do novo presidente é:
“O mundo mudou. Nós precisamos mudar.”

A crise, o presidente, a campanha e a frase não surgiram juntas por acaso. Juntas, elas dão uma pista do que fazer em 2009.

Vamos começar pela crise. Ela foi causada por uma enxurrada de papéis que foram lançados no mercado sem ter valor real. Quando se descobriu isso, bancos já estavam fechando as portas e deixando uma lição: é melhor investir no que existe. No que tem retorno garantido e mensurável.

O que nos leva à campanha que elegeu o presidente. Os milhares de blogs com layouts de cartazes, twitters de apoio, vídeos no YouTube, todos eles mostram muito mais que estatísticas de acesso. Criam um relacionamento forte que nenhuma outra mídia conseguiu. E que pode se manter por anos.

Os canais estão todos aí, disponíveis para qualquer marca que queira começar a se relacionar com seu público. E é aí que entra a frase. O mundo, de fato, mudou. Agora é a hora das marcas mudarem. Trocarem a incerteza pelo resultado. As mensagens definitivas pelo relacionamento. O massivo e padronizado pelo individual e customizável. A dispersão de verba pelo seu aproveitamento máximo.

É por todas essas razões que 2009 é o Digital Year. Se você é cliente, dedique parte do seu dia a estudar as possibilidades da interatividade. Se você é agência, divulgue esse manifesto no seu site, blog, Twitter, assinatura de mail e onde mais puder. Assim você ajuda mais e mais pessoas a mudarem com o mundo.

img2009_digitalyear

As redes sociais colaborando em momentos de crise

Posted in Mídias Sociais with tags , , , , , on 26 de Novembro de 2008 by Israel Scussel Degásperi

“O estado de Santa Catarina está em alerta. Hoje, 22 de Novembro de 2008, uma hora da manha, chove forte na cidade de Blumenau e no estado inteiro. E tenho que interromper de postar pois acaba a luz e cai a Internet.”

Boa noite, a partir deste primeiro parágrafo, muita coisa mudou sobre esse post. Vamos as atualizações. Hoje é dia 25 de Novembro, terça feira, 20h15 da noite.

Choveu muito na cidade. O rio chegou a quase 12 metros acima do nível normal. Assim como as outras tragédias ocorridas em 1983, e novamente, em 1984, o que chama a atenção são os movimentos de solidariedade da população da cidade e das regiões vizinhas.

Várias pessoas mobilizaram-se. Utilizando-se da internet através das redes sociais para compartilharem suas experiências nesse momento de crise, que vai desde o excesso de chuva, alagamentos, deslizamentos, queda de energia e o pânico gerado na população. Através da comunidade no orkut da cidade de Blumenau, pode-se ver várias fotos nos albúns das pessoas que registraram a tragédia na cidade, como Béio. Para ajudar veja os dados da campanha S.O.S Blumenau.

sosblumenau1

Pela facilidade de se escrever no Twitter (inclusive gente postando pelo celular, depois que já havia caído a luz) ,  as pessoas estão postando e organizando suas informações pela tag #blumenau e esse conteúdo pode ser acessado também pelo blog comunitário www.allesblau.wordpress.com que nesse endereço teve 250 mil acessos e que teve que ser movido para o www.allesblau.net, aonde ainda não informaram os dados de acesso, mas o farão em breve pelo google analytics. O msn também foi muito utilizado para comunicação enquanto ainda havia luz e internet na cidade. O blog conta com vídeos postados no youtube, fotos e informações pautadas pelos contribuintes alxsantos, Ariel Gajardo, Carlos Augusto Wolff Filho, Denis Budag, Fábio Ricardo, Grace Athayde, graes, Jonatan, Ju Plens, jululi, Mark, nadinegenies, Thiago Duwe,Thiarles Wachter. Parabéns galera !! Pelo Twitter também foram postadas minuto a minuto várias informações, desde o nível do rio até rotas seguras para entrar e sair da cidade ou se locomover entre os bairros, o que foi caótico. veja o que foi dito pelo canal #blumenau. Se você quiser colaborar basta entrar em contato pelos comentários do blog ou pelo twitter. É aberto para quem quiser, uma forte característica da web2.0. Veja mais no artigo científico sobre a internet. 

abaixo um vídeo de um dos trechos de Blumenau.

 

e a seguir trechos no mapa, via google maps de trechos bem atinjidos pelas cheias.

O maior shopping da cidade, o Neumarkt, teve que ser interditado, pois cairam barreras na rua lateral, e seu estacionamento ficou cheio de água, além de não ter água potável para a praça de alimentação poder cozinhar, lavar sua louça, inclusive para o setor de limpeza, limpar os banheiros.

Mapa  

A mídia tradicional também está envolvida, mas pela estrutura da coisa não tem a capacidade de acompanhar a situação em curtos períodos de tempo, no caso da televisão que tem uma programação por região, pela rádio que parou de transmitir a meia noite e volta as sete da manha e pelo jornal que só irá atualizar todas as noticias na próxima edição.

Enfim, independente do meio que você seja atingido pela noticia, o mais importante é o fato.

Este posto foi escrito, editado sempre ao som de Chico Science & Nação Zumbi. Da lama ao caos, bem pertinente, não é mesmo ? O videozinho é de um show da nação Zumbi, em 2006.